Cronologia oficial

Ir em baixo

Cronologia oficial  Empty Cronologia oficial

Mensagem  AdM Aeon em Qua Jan 05, 2011 8:56 am

Uma pequena explicação.

Antes de iniciar a cronologia é bom salientar que a numeração usada aqui se refere a E.E e não a conhecida D.C usada pela maioria dos cenários com ambientação ocidental. Então o cenário em termos de cronologia se divide em A.E.E (antes da Era Espacial) e E.E (Era espacial)

No que se refere aos mais de 400 anos de historia citada em nosso cenário ela transcorre do ano 90 E.E até 490 E.E (porem apenas 90 a 290 E.E estão na sinopse da historia e o restante é contado aqui). Com o decorrer de alguma saga oficializada em LO qualquer menção aqui listada esta sujeita a ampliação e detalhamentos se caso for merecido.

Qualquer discrepância entre a historia síntese e a cronologia pode vir a passar por acertos.



_________________
Cronologia oficial  Zehirut
Lucifer
AdM Aeon
AdM Aeon
2º Tenente
2º Tenente

Mensagens : 226
Idade : 40

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Cronologia oficial  Empty Cronologia

Mensagem  AdM Aeon em Qua Jan 05, 2011 8:56 am

60 E.E
Primeiros projetos protótipos de colônias espaciais prontas, porem custo alto para construção das mesmas deixa o projeto estagnado durante 30 anos seguintes. Inicio do declínio do poder econômico das grandes potências mundiais daquela época.

70 E.E
Projeto escadaria orbital que visava ser uma alternativa mais barata as colônias falha após sabotagem causando a queda das 3 torres na ASIA, EUROPA e AMÉRICAS. Comoção e tragédia levam a vida de mais de 3 milhões e meio de pessoas, 3 dias após terroristas são acusados e presos, em julgamento sumário são condenados e 1 semana depois mortos com apoio da ONU. Nenhuma investigação posterior foi feita os destroços das torres podem ser vistos até os dias de hoje do espaço.

75 E.E
Fim da ONU, junção da ultimas potências globais ainda existentes, formando grandes blocos unificados puxados por empresas multinacionais que ainda detinham grande poder, influencia, e dinheiro em meio as sociedades daquele tempo, na pratica fim do estado político e inicio do estado corporativo, porem varias políticas de senso comuns das antigas nações são mantidas para a ordem natural sociedade humana. Sendo assim surge a meta do "utópico" projeto da democracia virtual as corporações criam um cenário favorável de ligeira igualdade a todos os seres humanos por meio de possibilidade de expressão pelos meios constitucionais virtuais.

78 E.E
Primeiros contatos não oficiais e não comprovados até os dias de hoje com os Aeons. Inicio dos estudos para a semente que originaria os projetos dos PTMS ( Personal Trooper Mobile Suits )

90 E.E
Uma nova era, com o inicio da auto-suficiência tecnológica humana, retomada em larga escala das explorações espaciais. Inicio da invasão oficial por parte da raça chamada de Aerogators, mais tarde classificada cientificamente de Raeons.

91 E.E
Posicionamento oficial dos governos sobre invasão, declarada abertamente a guerra contra a raça alienígena invasora. Iniciada contra ofensiva Humana usando o projeto PTMS que já algum tempo vinham sendo desenvolvidos em varias partes do mundo por parte das nações terrestres. Infelizmente muitas guerrilhas internas se dão inicio junto com tais eventos por parte de pequenas e radicais facções menores opositoras dos governos mundiais e sua tardia política de só agora tomar medidas necessárias contra os Raeons.

92/95 E.E
A guerra, apesar de varias pequenas vitórias perdura por alguns anos e agora a mesma é batizada de Divine Wars. No fim de 94 E.E a inicio de 95 E.E a primeira investida da invasão dos Raeons finalmente vencida completamente pelos próximos séculos, mas não de forma definitiva. O resultado da guerra havia então causado 60% da devastação da superfície da terra, com isso o projeto Colombus é colocado em ação dando um novo animo a todas as nações e seus sobreviventes. Primeiro projeto a ser iniciado na operação Colombus é escolhido devido a sua estabilidade planetária, então por principio a base lunar sem nome pré-definido se torna o símbolo do inicio da colonização do espaço.

119 E.E
Surgimento e termino das primeiras colônias espaciais usando a "nova tecnologia" do projeto Colombus que tinha como meta criar um novo lar para as futuras gerações de humanos e ao mesmo tempo criar uma nação mais voltada um pouco mais ao militarismo para a defesa da humanidade no espaço. As colônias aos poucos mostram ser um sucesso sem igual tanto nas áreas de desenvolvimento quanto de tecnologia. De seu total em andamento cinco colônias já eram funcionais e davam suporte de vida a mais de 800.000 pessoas. Inicio das experiências com DNA para aperfeiçoamento humano.

125 E.E
Termino da colônia Lunar nomeada posteriormente apenas de Luna 1, que tinha como objetivo ser posto avançado de comunicação com a maior antena orbital da futura aliança para com outras colônias e reinos, além de servir de base para instalação do mais importante laboratório para experimentos científicos das colônias no lado escuro da lua o Tenebram chasm Corps Institute, um lugar temido e de reputação, até onde se sabe por boatos, negativa até os dias de hoje.

134 E.E
Colônias de seis a doze (com Luna são treze) são terminadas nesse período se tornando exemplos de auto-suficiência, na terra 80% de toda a superfície é restaurada graças a um pequeno projeto pouco conhecido e divulgado chamado genessys. Surgimento dos primeiros newtypes.

147 E.E
Com o advento de vários incidentes os newtypes são obrigados a migrarem completamente para as colônias assim como qualquer simpatizante a causa da evolução humana criando extra oficialmente duas nações distintas entre a terra e as colônias. Mais de 5.000.000 de humanos já se haviam estabelecido no espaço até então.

151 E.E
Surgimento da EOTI, uma organização que rapidamente cresceu em poder, pessoal e estrutura, inicialmente foi tido como uma entidade filantrópica e beneficia para, mas seus verdadeiros objetivos só seriam verdadeiramente expostos anos mais tarde.

155 E.E
Inicio da imigração para marte por parte de uma iniciativa e patrocino com recursos da EOTI, cerca de 500.000 voluntários audaciosamente se dão de corpo e alma para a realização desta nova jornada em prol de um futuro melhor da humanidade.

162 E.E
Finalmente princípios do obscuro projeto genessys são aplicados em marte e aos poucos a terrificação natural de marte vai se tornando realidade com a possibilidade da criação de uma atmosfera com oxigênio e a criação artificial de oceanos. Intensificação de experimentos com DNA puro procurando uma evolução mais avançada que a dos newtypes são efetuados em Marte.

170 E.E
Terrificação de marte completa. Surgimento dos primeiros Coordinators, estimativa de explosão demográfica causa aumento da população, a terra chega a mais de 12.000.000.000, colônias cerca de 3.000.000.000, Marte pouco mais de 500.000.000. Surgimento dos primeiros Coordinators.

199 E.E
Oficialmente os Aeons adentram em nosso sistema solar, trazendo sua missão de conhecimento tecnológico e genético, por motivos não explicados de forma satisfatória até hoje eles criam grandes tratados com as colônias e a terra, mas ignoram o reino de marte. Aos poucos uma crescente onde de instabilidade e desentendimento começa a aparecer entre correntes de intelectuais e poderosos da terra de algumas nações das colônias decorrente de duas idéias diferentes sobre como se deve decorrer a evolução humana, se usando apenas a capacidade do próprio DNA puro ou através da miscigenação com DNA de outras espécies alienígenas.

213 E.E
Colônias e a Terra firmam aliança permanente, EOTI passa e ser uma organização mal vista e todos seus membros são convidados a se retirar da nova aliança, em marte uma grande revolta começa a se formar. A nomenclatura Heons para humanos do código EON começam a substituir a nomenclaturas humanas normais.

220 E.E
EOTI passa a integrar oficialmente sistema político vigente de marte, juntando forças ambas as organizações declaram oficialmente a instauração da hegemonia e soberania do reino do império marciano. Nesse mesmo ano se dá o rompimento de alguns tratados de comerciais entre marte e colônias aumentando ainda mais a tensão entre a aliança e o recém formado império devido a própria influencia da EOTI dentro seu meio dali por diante. Coordinators passam a integrar a elite do império e ser sua maior força de defesa.

235 E.E
Eclode a Guerra Marciana que perduraria durante os próximos 50 anos. Marte agora como um potência bélica conta com uma estimativa populacional superior a aliança devido o uso de métodos de criação de Coordinators em serie com o uso de tecnologia em vitro. A aliança por sua vez sai em resposta usando metodologias experimentais com os primeiros agentes humanos híbridos nas colônias e primeiros protótipos de mechas com tecnologia extremamente avançada na terra. Representantes Aeons ainda na terra, mas não se envolvem na guerra embora sejam indiretamente a causa da mesma com relação ao conflito de idéias sobre se a evolução humana que foi uma das causas para o conflito armado.

284 E.E
Queda da colônia December na terra por parte de um lendário e até hoje nunca mais visto armamento bélico de marte chamado Absolon causando o extermino de toda a vida no continente africano, outras conseqüências em menor escala como terremotos tsunamis e erupções vulcânicas foram vistas mais tarde, mas nada superou em desastre o fim do continente e varias espécies de animais e vegetais insubstituíveis. Em resposta a tal ato as colônias as nações da terra revidam com seu ultimo trunfo, enviando sua mais poderosa e secreta arma química chamada nemessys para marte em larga escala causando um efeito reverso ao projeto genessys de forma monstruosa. Em conseqüência a temível arma devora a superfície marciana em poucas horas tornando Marte ainda mais desértica e mortífera do que já fora um dia. Mais de 10.000.000.000 de vidas foram perdidas nesse ultimo evento. Aeons se retiram um pouco antes do fim da guerra sem dar qualquer declaração sendo essa a ultima vez que são visto em nosso sistema solar. Últimos sobreviventes militares tentam uma desesperada e inútil tentativa de ataque contra a aliança, mas já era tarde demais.

285 E.E
Império Marciano declara derrota e aceita o fim da guerra, aliança oferece anistia aos sobreviventes, mas os mesmos nutridos de rancor, ódio e orgulho se recusam, dando inicio a reclusão voluntária e migração para mundos desconhecidos além de marte. No processo de fuga duas naves Titans ficam para trás devido problemas técnicos, achando dispendioso demais o resgate são abandonadas pela frota de sobreviventes.

290/300 E.E
As colônias, embora não fossem consideradas parte de nenhum reino da terra aproveitam o bom momento para firmar oficialmente em um movimento popular conjunto a sua independência, declarando-se assim federação orbital terrestre ou mais comumente conhecida nações orbitais, em resposta vendo que poderiam perder terreno as nações da terra fortalecem ainda mais seus laços para manter a sua força e influencia oficializando o território da república terrestre, mais que isso as nações tomam medidas de ação eficientes e em homenagem a antiga instituição da ONU criam o poderoso e unificado CGT(Conselho Global Terrestre) que passa a incluir os maiores representares dos 4 cantos da terra, se tornando um modelo melhorado daquela antiga entidade internacional. Enquanto isso Procurando uma alternativa para não terem que voltar a terra às duas naves Titans de marte se separam da frota de fuga tentam uma desesperada iniciativa conjunta para colonizar as duas luas de marte Fobos e Deimos que não foram afetadas pela praga Nemessys. Aqui se inicia um grande período de paz da galáxia, não uma paz perfeita e nem ideal, mas ainda sim paz.

302/315 E.E
Sobreviventes do antigo império marciano após inúmeros problemas de rota conseguem chegar até as luas de Júpiter, sem alternativas enpregam todos os seus conhecimentos para sobreviver em meio ao radioativo planeta gasoso. Aliança terrestre começa a prosperar de forma sem precedentes. Sobreviventes da luas de marte se vem sem recursos, mesmo assim se recusam negocias com a aliança para tentar criar um reino coeso, devido a isso aos poucos começam a se degenerar, oficialmente são todos dados como mortos por todos os outros reinos existentes e futuros.

320 E.E
Primeiras sementes do que se tornaria o Império Jupteriano começam a surgir, devido a escassez de recursos os novos colonos das luas (de Júpiter) voltam a negociar novamente com as nações da aliança, através de um sistema tecnológico de meia dobra espacial conseguem enviar e receber material via naves automatizadas sem tripulação, essas naves pré programadas vão das luas até as nações orbitais de acordo com a necessidades das negociações de matéria prima, matéria bruta e tecnologia.

323 E.E
Sem saída, sem leis e sem ordem os sobreviventes de marte há vários anos tentavam aplicar sistemas de reciclagem tecnológica e recursos de subsistência, mas agora aos poucos se esquecendo de seu antigo orgulho se voltam para o saque e a pirataria, unem pequenos grupos e com o passar do tempo conseguem recriar meios e recuperar tecnologia abandonada por seus antepassados para interceptar algumas naves de comércio antes que essas entrassem em velocidade de meia dobra, mais tarde embora tenha havido acusações de fraudes comerciais tanto por parte da aliança quanto por parte das luas de Júpiter, ambas não conseguiram impugnar culpa a ninguém, pois não se suspeitava até então que houvesse sobreviventes nas luas de marte.

360/390 E.E
Após varias décadas boatos sobre a nação fantasma tomam forças entre as nações, mas nada é comprovado, em respostas as crescentes perdas de unidades espaciais de comércio as colônias criam as primeiras naves comerciais tripuladas com sistema de dobra completa, mesmo assim de alguma forma vez por outra alguma naves ainda eram perdidas. As nações das luas de Júpiter começam a se tornar cada vez mais fortes e auto-suficientes, mas ainda não davam indicio de que se tornariam hostis como no passado. Com a captura de inúmeros tripulantes de dezena e posteriormente com o passar do tempo centenas naves dos reinos orbitais por parte dos degenerados de marte se dá inicio um sistema de escravidão para pessoas capturadas dessas embarcações orbitais. Os mesmos passam a ser negociados entre os próprios habitantes das luas de marte como bem de propriedade sem direitos legais mantidos vivos apenas pela vontade de seus novos donos, os tripulantes de tais naves se vêem sujeitos a viver o resto da vida como servos ou então aderirem a morte com orgulho.

397 E.E
Nesse ano é descoberto um espécime puro e morto da raça Xeon no cinturão de asteróides de Júpiter por parte uma missão exploratória das nações orbitais, apesar de reclamar posse do corpo alienígena as luas de Júpiter recebem argumentos convincentes e abrem mão da descoberta tentando mostrar boa vontade diplomática e boas relações com seus vizinhos. Após inúmeros estudos pelo Tenebram chasm Corps Institute o corpo é destruído devido a sua periculosidade, entre as descobertas fica-se sabendo que mesmo após morto o DNA Xeon é capaz de contaminar e parasitar qualquer meio orgânico e lhe causar mutação extrema na forma de evolução monstruosa e desenfreada. Tais fatos eram até então desconhecido em estudos com Heons com DNA Xeon, talvez de boa vontade os Aeons tenham eliminado o radical que causasse essa parasítia quando passaram seus conhecimentos aos antepassados dos Heons das colônias, mas nada foi comprovado e até hoje se estuda o caso por meios dos registros históricos.

398 E.E
As Luas declaram-se novo reino soberano, agora denominado Império de Júpiter, um grande temor pairou sobre a aliança nesse ano devido ao histórico dos antepassados do novo império, mas a distancia das luas parece conter qualquer nova tensão mais seria nas relações entre esses reinos, tratados comerciais continuam sem mudanças. Secretamente os Neo Coordinators são criados para impor uma nova ordem para o futuro da nação.

400 E.E
Neo Coordinators são finalmente conhecidos pelas nações da aliança, novamente nuances de tensões começaram a surgir entre os reinos, Às nações orbitais voltam a empregar estudos dos híbridos humanos. Império toma medidas extremas para impedir qualquer inclusão de humanos híbridos em seus meios. O império declara oficialmente que quaisquer Híbridos devem ser considerados inferiores e não merecem viver ao lado de Heons puros.

405 E.E
Finalmente o reino fantasma é descoberto, naves de guerra dos do império e da aliança são enviados para erradicar a praga marciana, mas de forma surpreendente são rechaçados devido a selvageria de origem desconhecida e habilidades sobre humanas possuída pelos degenerados piratas dessa nação, devido a esse e mais alguns eventos as luas de marte são ainda nesse ano declaradas mais tarde zonas proibidas de navegação por parte da aliança, quanto a o império o mesmo passa a analisar e estudar meios de destruir ou agregar essa nação a seus interesses, sem sucesso até a data atual. Apesar de após isso serem criadas rotas alternativas entre a aliança e Júpiter, naves continuaram a ser interceptadas.

411 E.E
Após incontáveis tentativas frustradas finalmente uma operação muito especial meticulosamente planejada pelas nações orbitais consegue capturar um Heon das luas de marte, após submetê-lo a centenas de estudos se descobre que esses tais seres humanos Heons de marte sofreram uma severa mutação evolutiva devido sua proximidade com marte e os resíduos da praga química que fora jogada no planeta a mais de 2 séculos atrás, tal fato foi estudado, classificado e a mutação foi nomeada DNA F de Fobos e todo os contaminados e portadores do vírus passaram a ser classificados como de filhos de Deimos, assim em homenagem as luas do planeta vermelho. Desde então pouca coisa se soube, a mutação ainda é base para estudos até as datas de hoje.

450 E.E
Primeira visita anunciada e oficial por parte de seres da nação extra-solar de Anza Da liga do conselho eon da categoria Zeon, esses Zeons chegam ao sistema solar recebidos com grande expectativa por parte da aliança terrestre, em tal evento o representante Zeratul anuncia que sua missão era para verificar o progresso da raça Heon e durante sua visita declarou para espanto e tristeza de toda a aliança a possível extinção dos Aeons.

475 E.E
Evento de enorme comoção ocorre nesse ano. Helena Bronald apesar de ser híbrida era oficialmente uma representante nobre com DNA Z (da raça Zeon) das nações orbitais que se encontrava em missão de paz consignada, até onde se sabe seus direitos estavam protegidos e assegurados por meios diplomáticos, porem é declarada criminosa assim que chega ao império no território da terceira lua. Em seguida após rápido julgamento e executada pelo império segundo suas leis através de incineração corpórea. Em resposta a tal ato, que foi considerada de barbárie por parte da aliança, sanções são criada e adotadas pela aliança contra as sete luas, mas o império pouco pareceu se importar e menos ainda mostrar sinais de sentir quaisquer efeitos das medidas tomadas. Inicio da guerra fira do sistema solar entre o império das luas e a aliança.

484 E.E
Tensões crescem através de competitivade bélica e tecnológica da aliança e do império. Surgem pela primeira vez alguns dos modelos naves cidades do império, que seguiam os moldes das colônias, mas com uso de propulsores GNT em escala Gigan* ( * 1 Gigan = 10 km quadrados de raio). Em resposta a CGT apresenta pela primeira vez alguns modelos de naves capitanias com tecnologia de dobra dois. A federação por sua vez aperfeiçoa algumas das experiências com engenharia genética criando alguns híbridos com habilidades sobre-Heons, mais bem definidas e úteis para criação de soldados especiais. Híbridos dessa geração passam a se tornar uma espécie de casta “pop star” no meio militar, indicando qual seria a tendência para o futuro desse meio.

490 E.E
Época atua.

_________________
Cronologia oficial  Zehirut
Lucifer
AdM Aeon
AdM Aeon
2º Tenente
2º Tenente

Mensagens : 226
Idade : 40

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum